10.9.11

Sem partir

Numa tarde morna
Abri uma porta estreita
E me deparei com
(o abismo)
Teus olhos cheios de medo.
Sem truques ou alarde,
Lágrimas ou queda.
Era num fim de tarde,
Bem perto da escuridão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário