31.1.16

plenitude

uns lábios molhados de saliva alheia
[mudos de oportunidades
[tristes de desejo
olhos quase felizes de chuva
[caídos de ternura
[secos de noite
mãos soltas em buscas
[dedos longos de saudade
[unhas curtas de medo
uma existência toda de tempestade
ausente de margaridas
transparente de nuvens
(em um universo paralelo ao abismo.)

Nenhum comentário:

Postar um comentário